Tecnologia

Talkdesk quer entrar em bolsa

Talkdesk quer entrar em bolsa

A tecnológica portuguesa Talkdesk, que este ano foi colocada no 66.º lugar na lista das 100 melhores empresas privadas na cloud do mundo da revista Forbes, espera “ter condições para entrar em bolsa” dentro de alguns anos, revelou o diretor-geral da companhia, Marco Costa, à agência Lusa.

De acordo com Marco Costa, caso o número de clientes da companhia continue a aumentar, a empresa poderá estar em condições de entrar na bolsa dentro de alguns anos. “Há outras alternativas [de financiamento], mas não nego que é um passo muito natural para uma empresa como a nossa”, disse ainda à Lusa, revelando que acredita que o mercado que mais se adequa aos planos da empresa é o dos EUA.

Atualmente, a Talkdesk conta com mais de 400 engenheiros a trabalhar em Portugal, espalhados por Lisboa, Porto e Coimbra, e tem como meta atingir os 1000 em 2020, segundo Marco Costa.

Em setembro, a Talkdesk contava com cerca de 1800 clientes globais de todos os setores de atividade, sendo que cerca de 70% do seu negócio está nos EUA. “Temos escritórios em São Francisco e Salt Lake City e contamos com pessoas em todo o país, espalhadas por todos os estados”, diz ainda o diretor-geral da Talkdesk.

A nível internacional, a empresa tem ainda escritório em Inglaterra, colaboradores filiados no Canadá e Espanha e planeia entrar na Alemanha e França.