Transformação Digital

Serão os dados o novo petróleo?

Serão os dados o novo petróleo?

Os dados nunca foram tão valiosos para uma empresa como são hoje. Na era do digital, para além de crescerem em quantidade todos os dias, crescem também em qualidade e em importância na tomada de decisão de qualquer líder.

Um estudo recentemente publicado pela consultora Gartner indica que os líderes de áreas como as TI devem adotar o Big Data e as tecnologias disruptivas para se prepararem para um maior armazenamento e uma melhor gestão dos dados, já que as perspetivas indicam que o volume de dados recolhidos não deverá parar de crescer nos próximos anos.

É por isso que muitas empresas começam agora a olhar para os dados como se de petróleo se tratasse. E se há uns anos poucos eram os que já trabalhavam os dados para deles extrair informação, hoje poucas são as empresas que não contam com um especialista em data na suas equipas.

E essa revolução está a acontecer também nos contact centers. Com a crescente importância do digital e dos dados, os contact centers ganham agora importância estratégica. A Deep Center, empresa brasileira que fornece soluções de big data e Inteligência Artificial para contact centers, viu a sua faturação crescer em cerca de 400% nos últimos três trimestres de 2017, já que são cada vez mais as empresas de atendimento ao cliente que procuram unificar os dados provenientes dos diversos canais com que trabalham.

Rafael Albuquerque, CEO da UnitFour, empresa que atua na área dos dados, explica à publicação CIO que “a qualificação dos dados é muito importante porque gera lucro inevitável em todos os sentidos, tornando as campanhas de marketing mais assertivas ao identificar o momento propício para a venda e a consequente efetivação, aumentando as probabilidades de sucesso.” Mas para conseguir essa vantagem competitiva, as empresas precisam de profissionais qualificados.

“Eles extraem o ouro da massa de dados, separam o trigo do joio. E o ponto crítico hoje ainda é a cultura nessa qualificação de dados e temos de caminhar muito nesse sentido. Quando se trabalha de maneira inteligente com os dados, tornando-os qualificados, é possível revolucionar o modelo de negócio e o retorno do investimento acontece muito rápido”, defende.