Tecnologia

Teleperformance lança bots em 35 idiomas

Joao Cardoso - Teleperformance Portugal - Call Center Magazine

A Teleperformance anunciou esta semana o lançamento de uma tecnologia de bots de conversação em 35 idiomas diferentes. De acordo com a empresa especializada em customer experience management, esta nova solução resulta de uma parceria com Artificial Solutions, uma companhia que desenvolve soluções de inteligência artificial e Interação de Linguagem Natural (NLI).

Para já, este novo serviço de inteligência artificial da Teleperformance está disponível em 35 idiomas, usando bots de conversação “com capacidades avançadas de inteligência e compreensão de linguagem natural, que podem auxiliar os clientes através de inquéritos factuais”, explica a empresa. Para além disso, esta solução tem a particularidade de combinar bots de conversação com apoio ao vivo fornecido por pessoas.

 “O nosso objetivo é otimizar continuamente a experiência dos clientes em cada interação, independentemente dos canais utilizados. O impacto e o potencial da combinação da tecnologia de inteligência artificial com um toque humano personalizado na Gestão de Experiência do Cliente é algo emocionante para toda a indústria e para a Teleperformance em particular. O Grupo continua a liderar o mercado ao oferecer a melhor integração entre apoio humano e apoio automatizado”, explica Paulo César Salles Vasques, Worldwide Chief Executive Officer da Teleperformance Group. “A nossa parceria com a Artificial Solutions permite à Teleperformance fornecer uma outra solução de excelência para apoiar a estratégia de transformação digital dos nossos clientes.”

“As interações dos clientes com as marcas envolvem uma mistura entre racionalidade e emoção. Além da informação digital objetiva, a interação humana e a emoção são fundamentais para processar pedidos e influenciar decisões”, acrescenta João Cardoso, Head of Artifical Intelligence da Teleperformance Group e CEO da Teleperformance Portugal. “Nesse sentido, à medida que integramos a IA, aumentamos a facilidade em resolver pedidos que exigem respostas racionais e concedemos mais espaço aos nossos agentes para abordar o relacionamento com os clientes.”