Contact Centers

Contact Centers tiveram faturação de 593 milhões

3 estratégias para reencaminhamento de chamadas

As 96 empresas de contact center, em Portugal, tiveram uma faturação total de 593 milhões de euros no ano passado. Os valores representam mais 10,6% face ao ano anterior.

Segundo uma análise feita pela Associação Portuguesa de Contact Centers (APCC), com base na Central de Balanços do Banco de Portugal, no ano passado, extinguiram-se oito empresas do setor, tendo sido criadas 16 novas empresas. Existiam, ainda, 12 grandes empresas, 12 médias, 18 pequenas e 54 microempresas no setor do contact center.

O mesmo estudo refere, ainda, que, em 2018, as cinco empresas mais antigas reuniam 61,9% dos recursos humanos e 66,3% do volume de faturação da totalidade dos agentes económicos considerados. Destas empresas, 36,5% tinham capitais próprios negativos e 41,7% tiveram resultados líquidos negativos.

A maioria das empresas do setor (58,3%) localizavam-se na Área Metropolitana de Lisboa, onde se encontravam 91% dos recursos humanos. É também na mesma área que se verifica 88% da faturação da totalidade das empresas, 63,5% das quais tinham um máximo de cinco anos e cinco delas têm mais de vinte.

A análise engloba apenas os balanços das empresas que têm a atividade de contact center no seu CAE (Código de Atividade Económica), não incluindo os de gestão própria ou os prestadores deste serviço que não o identificam no seu CAE.