- Call Center Magazine - https://www.callcentermagazine.net -

Já existe uma solução para acompanhar a saúde dos trabalhadores em teletrabalho

O home office ganhou força em 2020, por causa da pandemia de covid-19, colocando novos desafios às empresas, nomeadamente ao nível da integração de novos funcionários, acompanhamento da produtividade e saúde dos trabalhadores.

A Unike Group, uma empresa brasileira de soluções adaptadas às necessidades dos clientes, prepara-se para lançar uma solução para as companhias acompanharem o estado de saúde dos funcionários à distância.

A tecnologia de controlo do estado de saúde é baseada na fotopletismografia, uma técnica utilizada na medicina que consegue verificar através de imagens as condições do paciente. Com um simples vídeo de dois minutos, é possível verificar batimentos cardíacos, ritmo das respirações e até o humor, bem como a pressão arterial e o nível de álcool.

De acordo com o CEO da Unike, André Baretto, fazem parte dos benefícios desta tecnologia a redução das despesas ao nível da saúde, a capacidade de antecipar futuros problemas e o conhecimento sobre o estado de humor dos funcionários.

A empresa poderá definir quantas vezes por dia o funcionário acede à aplicação e o nível de stresse que é considerado aceitável para determinada função.

Apesar de à primeira vista a tecnologia ser vista como um avanço para o controlo da saúde física e mental dos funcionários, a sua utilização levanta dúvidas em relativamente à invasão de privacidade dos funcionários.

De acordo com André Baretto, as soluções para home office que a Unike disponibiliza às empresas estão dentro da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPB), além de que a utilização dessa tecnologia pode não ser obrigatórias.

Para evitar problemas de infração da LGPB, o chefe de compliance da Wavy Global, Júlio Almeida, defende que a utilização dessa tecnologia não deverá guardar os vídeos, categorizando os dados como anônimos, e esclareça os funcionários quanto à finalidade daquela coleta.

A Unike desenvolveu também uma ferramenta de controlo das atividades home office para empresas que têm funcionários a trabalhar com dados confidenciais, como é p caso dos call centers.

A ferramenta desenvolvida pela Unike Work impede que os funcionários copiem e fotografem dados dos clientes das empresas quando estão a fazer o atendimento a partir de casa.

O software mantém-se com a câmara ligada enquanto o funcionário está a trabalhar, bloqueando caso detete que o funcionário está a utilizar o telemóvel ou uma caneta.

“Os funcionários de call center, seguradoras e bancos transacionam muita informação sigilosa. Quando estão a trabalhar dentro do escritório, estão num lugar onde a empresa consegue garantir que a pessoa não está a copiar informação. Mas como é possível garantir isso em home office?”, questionou o CEO da Unike, citado pela revista Exame.

O desafio para esse tipo de serviço é migrar de uma forma segura para o trabalho remoto. No entanto, é necessário garantir que a pessoa é realmente ela, que está sozinha e que não está a copiar quaisquer informações. Isto só é possível com softwares que utilizam inteligência artificial e machine learning.