Contact Centers

Unbabel promove criação de categoria de mercado Language Operations

A Unbabel, a plataforma de Language Operations alimentada por inteligência promove criação da categoria de mercado: Language Operations.

A Unbabel, a primeira plataforma de Language Operations alimentada por inteligência artificial, que ajuda as empresas a fornecer apoio multilíngue em escala, promove criação da  categoria de mercado: Language Operations. Em comunicado, a empresa considera que “esta abordagem unificada ajuda as empresas globais a comunicar mais eficazmente, criando relações de confiança com os clientes e parceiros, em qualquer língua”.

Vasco Pedro, co-fundador e CEO da Unbabel, explica que acredita “que estabelecer Language Operations como uma categoria por si só, permitirá aos nossos clientes centralizar e escalar as suas capacidades de comunicação em diversos idiomas em todas as áreas do seu negócio”.

“Todas as empresas gerem processos linguísticos através de uma mistura complexa de vários sistemas, agências e pessoas. Esta abordagem manual fragmentada dificulta a comunicação, bloqueia a colaboração interfuncional, e cria obstáculos à expansão global. Assim, esta nova categoria irá redefinir a forma como as empresas unificam e gerem a sua estratégia linguística para desbloquear o crescimento empresarial e exceder as expectativas dos clientes”, considera o responsável da Unbabel.

Como parte do lançamento desta categoria, a Unbabel anunciou também os resultados do estudo “2021 Unbabel LangOps Survey”. Mais de 90% dos inquiridos concordou que uma plataforma de Language Operations centralizada poderia ser uma solução rentável para fazer mais com menos.

Outras conclusões:

  • A solução de ter equipas de localização, com tradutores que adaptam a comunicação ao mercado em que operam, é considerada insuficiente quer seja por questões de qualidade (34%), de rapidez (32%) ou de consistência da comunicação (30%);
  • Os principais desafios ao encontrar uma melhor solução são os encargos associados (44%), a dificuldade em ter um único gestor das operações linguísticas (36%) e o facto de o processo de incorporar novos idiomas ser desconectado e descentralizado;
  • Mais de 86% acredita que uma equipa centralizada que gere os esforços de tradução e de localização valorizaria muito a comunicação multilíngue;
  • Mais de 90% das empresas inquiridas concorda que uma plataforma para este tipo de operações seria uma solução rentável e muito importante para a sua estratégia global.
  • A maioria das empresas (52%) gostaria de implementar esta nova categoria de mercado nos próximos 5 a 6 meses.

O estudo baseia-se num inquérito realizado pela Unbabel a 1.058 decisores nos EUA, em funções como apoio ao cliente, vendas, marketing, IT, operações comerciais, recursos humanos, finanças, e procurement em organizações com operações globais.