Contact Centers

Contact Centers: Sitel e Webhelp agitam o setor

Com a crescente importância que os contact centers assumem na experiência do consumidor e com as previsões de crescimento para o setor serem de 8,58% ao ano até 2025, as mudanças a nível empresarial continuam.

Num setor que, segundo a Technavio, vai crescer 5,99 mil milhões de dólares entre 2020 e 2025 e com o mercado global de software para contact center a atingir os 149,58 mil milhões em 2030, são várias as movimentações entre os provedores do setor. Uma delas com impacto em Portugal.

O Sitel Group anunciou que adquiriu a Majorel e que vão fazer uma fusão entre as duas empresas. Ambas possuem presença no mercado português. De acordo com o portal Smartcostumerservice, os valores da aquisição não foram divulgados.

A fusão levará a uma entidade combinada com mais de 240 mil colaboradores em 55 países que são falantes de mais de 70 línguas e apoiam mais de mil consumidores.

“Com a Majorel, encontrámos o parceiro perfeito para acelerar a nossa strategy delivery”, disse Laurent Uberti, presidente, CEO e cofundador do Sitel Group, em comunicado.

“Percebemos desde cedo que partilhamos o mesmo ADN que a Majorel e estamos entusiasmados por escrever em conjunto o próximo capítulo do nosso crescimento, ao mesmo tempo que oferecemos soluções de melhor experiência de clientes em todo o mundo”, notou ainda.

Por sua vez, o CEO da Majorel, Thomas Mackenbrock, considera que “a combinação das nossas duas organizações de sucesso será um salto quântico para a nossa estratégia de nos tornarmos líderes globais em CX”.

Já do outro lado do Atlântico, no Brasil, a francesa Webhelp adquiriu uma das maiores empresas brasileiras no setor dos contact centers, a Grupo Services. O valor da aquisição não foi divulgado e a aquisição está sob aprovação das entidades reguladores, nota o Gazetadopovo.

A empresa criou o primeiro contact center 100% digital do Brasil no ano de 2016. De 2012 a esse ano, o Grupo Services destacou-se ainda pelo crescimento anual de 60%. Com esta aquisição, a Webhelp vai entrar no mercado brasileiro.

“Estamos entusiasmados em poder oferecer a nossos clientes acesso imediato ao significativo mercado doméstico no Brasil, enquanto também apoiamos os clientes locais com a capacidade de escalar através de nossa presença global”, destaca o CEO da Webhelp, Olivier Duha.

Essa é a 11ª aquisição da Webhelp, que recentemente adquiriu a OnelLink, empresa nos mercados da América do Norte e Latina. O plano do grupo francês com as aquisições é ultrapassar os 2,7 mil milhões de dólares em receita global.