Profissionais de RH

Recrutamento online

Recrutamento online

RECRUTAMENTO ONLINE, veio para ficar! Perguntas chave de uma entrevista online

No processo de recrutamento, o momento da entrevista é muitas vezes encarado como a “Hora H” e não é apenas o candidato que se prepara e constrói expectativas. O recrutador também.

Quais as perguntas certas para uma entrevista que acontece em 2021? O artigo da Forbes dá algumas “dicas” sobre quais as perguntas chave num processo de recrutamento online e adianta também as respostas que quem está a recrutar gostaria de ouvir.

  • Como desenvolve as suas relações de trabalho num formato de teletrabalho?

É pertinente a pergunta quando se prevê que mesmo após o Covid, 80% dos trabalhadores esperam estar em teletrabalho até três dias por semana. A acrescentar que, 50% dos trabalhadores não regressariam a um trabalho que não permitisse o trabalho à distância. Perceber como cada pessoa sente a experiência do trabalho à distância e como a encaixa na construção de relações de trabalho e envolvimento com a empresa, são aspetos fulcrais nos dias que correm.

Por outro lado, esta é uma pergunta a que o candidato começou a responder assim que ligou a câmara e iniciou a entrevista, ou seja, como é que constrói ligação num formato digital:

  • Olhe diretamente para a câmara enquanto decorre uma videoconferência. O contacto visual é crucial ao entrevistar e não é algo que sejamos realmente capazes de transmitir numa conversa em ambiente digital.
  • Lembre-se das ferramentas de linguagem corporal que tem à sua disposição em vídeo. Mostre atenção, por exemplo, inclinando-se ligeiramente para a frente quando alguém faz uma observação interessante, acenando com a cabeça.
  • Quais são as suas expectativas salariais?

Esta é uma questão difícil. A verdade é que desde muito cedo, a maioria de nós é ensinada que o dinheiro é um assunto tabu, e que deve ser evitado a todo o custo. Sobretudo agora em que muitas empresas atravessam situações difíceis financeiramente e os candidatos não se sentem confortáveis em partilhar a perpetiva salarial que têm e acabam por subestimar o seu valor. No entanto, não esquecer que estamos ainda na fase da entrevista e não de uma negociação salarial.

  • Fale-me dos seus pontos fortes

Esta pergunta é um clássico nas entrevistas de recrutamento, mas nem por isso perdeu importância. Da parte do candidato, este é o momento em que a resposta deve estar assente na sua própria história e partilhar uma vivência que o caracterize. É isto que quem entrevista quer ouvir, uma história.

  • Quando pode começar, qual é a sua disponibilidade?

Desejada por todos os candidatos, esta pergunta pode ser entendida pelo entrevistado que é ele a pessoa que queremos. Nem sempre é o que significa, cuidado com as expectativas que vai provocar.

  • Quer colocar alguma pergunta?

Que a resposta seja sim. São as perguntas que o candidato faz que o revelam, mais até do que as respostas que dá. Valorize este momento, é aqui que a entrevista passa muitas vezes para o plano da comunicação e é a comunicar que as pessoas estabelecem relação.

ARTIGO em parceria com o RHBIZZ