call center

Trabalhadores de call center fundam sindicato

Francesa Armatis abre call center no Porto

Um grupo de trabalhadores de call center reuniu-se recentemente para criar um sindicato que terá como objetivo “lutar contra a precariedade no setor e defender melhores condições de trabalho.”

Muitos dos funcionários de call center  trabalham “com contratos precários”, seja a recibos verdes ou contratações mensais, referiu à agência Lusa Pedro Fortunato, um dos fundadores do Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Call Center.

Dentro de duas semanas será enviada a documentação para legalização deste sindicato para o Ministério do Trabalho.