Call Center

Trabalhadores de call centers em greve

O Sindicato dos Trabalhadores de Call Center (STCC) anunciou um pré-aviso de greve para os dias e véspera de Natal e Ano Novo, que abrange todos os trabalhadores do setor, à exceção dos que prestam serviços socialmente imprescindíveis, nomeadamente a linha SNS24 e outros serviços imprescindíveis de saúde pública, apoio ao INEM, apoio a forças de segurança e linha de apoio à vida, avança o jornal Esquerda.

Entre as reivindicações do STCC está o reconhecimento da profissão de trabalhador de call center, a contratação direta e o fim do falso trabalho temporário, a implementação do subsídio de teletrabalho para compensar o acréscimo de despesas e a obrigação do fornecimento de todos os instrumentos de trabalho necessários à sua realização em contexto de teletrabalho.

Os trabalhadores exigem também o cumprimento dos horários de trabalho contratualizados, a proibição das formas de vigilância atentatórias da liberdade e privacidade, como as webcams ligadas em permanência durante a jornada de teletrabalho, e o respeito pelo direito à informação sindical junto destes trabalhadores, através da facultação de meios de contacto com quem está a trabalhar em casa.